Devido a crise financeira, prefeitura de Pedra Dourada cancela Forró Dourada 2

As dificuldades decorrentes da crise econômica que o Brasil enfrenta, causa reflexos também na administração pública. Criar, executar, desenvolver e manter ações tem sido um desafio para as prefeituras. Em Pedra Dourada, um dos destinos turísticos mais visitados da região, a realidade não é diferente. O Governo Municipal tem buscado alternativas para tentar minimizar os danos causados pela diminuição dos repasses federais e garantir a manutenção de serviços básicos e essenciais nas áreas da educação, saúde, assistência social. Outro desafio é garantir que o funcionalismo público não sofra maiores prejuízos. Este mês de agosto a prefeita, o vice-prefeito e os secretários municipais abriram mão do recebimento em dia dos salários para que o restante dos servidores públicos municipais não sofressem com atraso no pagamento.
No mês de julho, depois uma reunião com os secretários municipais, o departamento de finanças da prefeitura, a prefeita Eunice Araújo Moreira Soares constatou que a realização do Forró Dourada 2015 é inviável devido à falta de recursos para realizar a festa. No início deste ano o Governo Municipal optou por dar um aumento aos funcionários públicos de 8,9%, acompanhando a progressão do salário estipulado pelo governo federal.
A diminuição dos repasses para a cidade foi considerável. Apenas no período de janeiro a maio de 2015 os repasses diminuíram R$ 380.938 mil em relação ao mesmo período do ano passado. Uma queda de 7,65% da receita líquida da prefeitura. Que representa quase o valor necessário para a realização de uma festa do porte do Forró Dourada.
A prefeita Eunice Soares deixou claro que o cancelamento da festa não foi uma decisão fácil de ser tomada, mas necessária para a manutenção das contas e continuar honrando com os compromissos da prefeitura, como o pagamento de salários em dia e manutenção de programas e ações essenciais na área da saúde, educação, assistência social e obras de manutenção para o bom funcionamento do município. Ela também manifestou o desejo de administrar com responsabilidade, para não colocar o município em dificuldades financeiras para o segundo semestre de 2015.
“Sempre ouvimos queixas por não realizar a festa, nós também gostamos de festa. Porém administrar recursos públicos é isso, é definir prioridades todos os dias. É a mesma coisa que em nossa casa, a receita tem de ser maior que nossas despesas. Então nós devemos fazer compromissos com a receita que temos. Todos os municípios estão tendo dificuldades, mas nós administramos escolhendo prioridades. Pedra Dourada não tem dinheiro em reserva, mas temos todos os compromissos quitados”. Explicou Eunice Soares.

É importante frisar que a realização de todas outras festas e eventos menores está garantida como previsto na agenda de Pedra Dourada, que mantêm média de cinco eventos por mês.

Fonte: Prefeitura Municipal de Pedra Dourada - MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário