Cadê a faixa de pedestres que estava aqui?


Há um bom tempo que, a partir de fatos recorrentes na cidade, buscamos informações para alertar a toda a população e principalmente aos órgãos governamentais para tais problemas que vem causando transtornos na cidade. A primeira matéria sobre este assunto fora sobre a iluminação pública, logo em seguida também comentamos sobre a falta de lixeiras. Hoje viemos tratar sobre as faixas de pedestres.

Basta dar uma volta pela cidade e observar que as faixas espalhadas por diversos pontos estão bastante desgastadas. Além de não possuírem, em algumas, as marcações exigidas, também faltam pedaços. A maioria de nós sabemos que esses utensílios são de suma importância à todos os pedestres, facilitando o livre tráfego por ruas bastante movimentadas. 

Faixa que atende a demanda da E.M. Marieta Guaríglia Bravo
É o caso das ruas que cruzam as escolas situadas no município, que servem para a travessia segura os alunos. Sobre as marcações, a atenção dos motoristas acaba ficando prejudicada, podendo causar até acidentes. E esse problema não recorre apenas às ruas secundárias, também são encontrados no centro da cidade, onde o movimento é ainda maior.

Portanto, através desta nota, gostaríamos de alertar a todos os órgãos responsáveis que estejam analisando o caso, e se possível tomando as devidas providências. E aproveitando, também alertamos aos motoristas, que prestem mais atenção às faixas e respeitem a vez.

Frente da E.M. Emílio Soares
Frente da E.E.Ilka Campos Vargas
Centro da cidade
Centro da cidade, ao lado do Banco Itaú
Avenida ao lado da Igreja São Sebastião

Nenhum comentário:

Postar um comentário