OPERAÇÃO PINÓQUIO


A POLÍCIA CIVIL DA COMARCA DE TOMBOS concluiu o Inquérito Policial, decorrente da OPERAÇÃO PINÓQUIO, com a prisão de 4 (quatro) autores e com a apreensão de uma máquina retro escavadeira, instrumento de trabalho da obra de um mineroduto que está sendo construído na cidade de Tombos.
As presentes investigações iniciaram-se a partir de uma falsa notitia criminis,  dando conta que no dia 18/05/2014, por volta de 01:30 horas, uma suposta vítima foi rendida por elementos encapuzados e, estando armados subtraíram, para si, uma máquina retro escavadeira.

Ocorre que, a equipe da 38ª Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Tombos, durante intenso rastreamento, e menos de 36 horas após ter tomado ciência dos fatos, logrou êxito de encontrar a res furtiva, na zona rural do distrito de Vieiras/MG.


Durante as investigações ficou constatado que, na realidade, não houve roubo, mas, furto qualificado, haja vista que na madrugada do dia 18 de maio de 2014, os três investigados (que se passaram como vítima, solicitante da ocorrência e testemunha da ocorrência),  facilitaram para que um quarto autor pudesse furtar a referido retro. 


Posteriormente, na data de 19/05/2014, os investigados, juntamente com mais dois indivíduos, associaram-se com o fim de praticar os crimes de estelionato tentado, falsidade ideológica e comunicação falsa de crime, a fim de que determinada empresa  pudesse se esquivar de uma eventual responsabilidade indenizatória. Para tanto, noticiaram uma estória de roubo, à Polícia, inserindo, inclusive dados falsos em documento público (REDS).
Segundo as investigações, houve a facilitação do furto, uma vez que, além inexistir vigilantes no local, houve tempo suficiente para que o outro suspeito pudesse, tranquilamente, subtrair a máquina  e percorrer uma distância de aproximadamente 80 (oitenta) km, adentrando, inclusive, em território fluminense (distrito de Bate Pau, Porciúncula RJ). Para tanto, foi necessários que os investigados comunicassem o falso roubo, à Polícia, 48 horas depois do ocorrido.

Diante disso, a Autoridade Policial da Comarca de Tombos, Dr. Diêgo Candian Alves, representou pela prisão temporária e depois, pela prisão preventiva dos investigados, estando os mesmos reclusos na Unidade Prisional desta Comarca.

No final das investigações, foram indiciados  como incurso nos artigos 155 §4º II e IV (furto qualificado) c/c ART. 155 §5º (furto qualificado tendo em vista que houve o transporte de veículo automotor para outro Estado da Federação); ART. 288 “caput” (formação de quadrilha ou associação criminosa) c/c ART. 171 “caput” c/c ART. 14 II c/c (estelionato tentado); ART. 299 “caput” (falsidade ideológica) c/c ART. 340 “caput” (comunicação falsa de crime).


Fonte: Diêgo Candian Alves
            Delegado de Polícia/Comarca de Tombos

Um comentário: