domingo, 26 de agosto de 2012

Entrevista com a Candidata a Vereadora Sandra Helena

  Entrevista aos candidatos a vereadores pela cidade de Tombos MG

Nome: Sandra Helena Costa e Silva - Grein 
Partido: Socialista Brasileiro (PSB)
Número do Candidato: 40.456

1) Por que escolheu ser candidata a vereador?
Por que não concordo com a forma em que a Câmara está sendo conduzida. Acredito que há necessidade de mudança, muito trabalho e dedicação por parte do Poder Legislativo Municipal, para que a cidade prospere melhorando a qualidade de vida da população.

2) Você se acha preparada para assumir um cargo tão importante?
Sim. Pois tenho formação técnica (Bacharel: Bióloga) e Licenciatura (Ciências Físicas e Biológicas). 
Trabalho com Educação a mais de 30 anos e atualmente sou professora concursada, do estado do Rio de Janeiro, com duas matrículas, com o cargo de PROF. DOC. I, ministrando aulas nas disciplinas de Ciências Físicas e Biológicas no fundamental e Biologia no Ensino Médio. Sempre participei de projetos e programas do Governo Estadual e Federal, do mesmo estado, nas áreas de Educação, Saúde e Meio Ambiente.
Portanto, acredito que tenho competência para produzir (elaborar, apreciar e alterar) projetos e aprová-los de forma a se tornarem lei de acordo com os interesses da cidade de Tombos, de seus Distritos e das Comunidades Rurais. E ainda, fiscalizar os atos administrativos e de gestão, bem como, exercer a fiscalização financeira e orçamentária do município.

3) Se eleito for, o que pretende fazer pela nossa saúde?
Apoiar e acompanhar a reconstrução desse Setor tão carente, buscando na Lei de Diretrizes Orçamentarias a indicação de prioridade para a Saúde e junto ao Executivo buscar para o Município os Programas do Governo Federal.
No nosso Plano de Governo, que ajudei a construir, item II, estão relacionadas 11 propostas que deverão ser executadas. Pretendo, também, junto à população e aos servidores da Saúde estar sempre atenta a sugestões, propostas e críticas, para melhor mediar o desempenho de tais metas.

4) Se eleito for, o que pretende fazer pela nossa educação?
Também apoiar e acompanhar a reconstrução nesse Setor ( item I, no Plano de Governo).
Também existem Programas do Governo Federal ao qual podemos recorrer para melhorar nossa Educação.
Nesse Setor, reconheço, como educadora, que nossa profissão é imprescindível, que nos dedicamos 100%, mas infelizmente não somos reconhecidos. Portanto, acredito que essa deva ser a prioridade aqui, (P.G.: Item I, 1) " Atualização e Cumprimento do Plano de Cargos e Salários".

5) E para o meio ambiente?
Nessa área precisamos nos preocupar, principalmente, no que diz respeito ao desenvolvimento do Município, na vontade de trazermos emprego na área de produção, como indústrias (também as artesanais; produção de doces, etc), piscicultura, promoção do turismo, etc. É fundamental pensarmos e evitarmos os impactos ambientais ( P.G.: item V).
Quanto à prioridade, os nossos maiores problemas são: a produção de lixo e o que fazer com ele. Existe a possibilidade de recorrermos a um Programa do Governo Federal que no Município de Porciúncula já acontece. Lá, existe a parceria da prefeitura com escolas estaduais, da qual participo como professora e orientadora de projetos escolares em uma das escolas estaduais, no entanto o projeto abrange também as escolas municipais, particulares e outras entidades.
Outro objetivo é modificar a forma como o esgoto domiciliar é tratado. No momento ele é despejado no Rio Carangola, uma boa solução seria tratar o esgoto domiciliar, desenvolvendo projetos onde faríamos parcerias com empresas privadas. E ainda, promover o Reflorestamento da Mata Atlântica, Mata Ciliar com a consequente proteção das nascentes, proporcionando a melhoria do clima e dos Ecossistemas locais.

6) O que pretende fazer para melhorar a cidade?
Precisamos priorizar a infra-estrutura e urbanismo (P.G.: item VI). Nossa cidade precisa melhorar sua aparência (calçadas que nos permitam ir e vir; muros de arrimos para alguns lotes e construções prestes a desabar; latas de lixos bem como orientação de seu uso; praças e jardins bonitos, (por que não?), para podermos nos sentar, relaxar e conservarmos com nossos familiares e amigos) e resgatar o que perdemos de nossa cultura (festas locais - mas com infra-estrutura para entendermos a demanda), esporte (campeonatos intermunicipais, como o JIT ) e lazer (eventos: musicais, teatro, cinema, festivais etc).
Orientar a população no sentido de que a sua participação é essencial para o desenvolvimento da economia municipal. Através de reuniões em parcerias com a ACIAT entre outros métodos.
E não podemos nos esquecer que tais propostas são estendidas também para Catuné, Água Santa de Minas e as comunidades, e tenho a certeza que com a participação de todos poderei ser um melhor mediador para a execução desses projetos.
Pretendo, para tanto, promover debates públicos de forma a ser mais eficaz na mediação dos interesses públicos junto ao poder Executivo e não medirei esforços, sempre que for necessário, para buscar informações ( públicas, privadas e de consultoria) para melhor desempenho da vereança.

7) O que pretende fazer em benefício ao homem do campo?
Pretendo auxiliar no cumprimento das pretensões do executivo (P.G.: item V), elaborando e aprovando projetos, bem como apoiando e buscando recursos estaduais e federais para tal.
Estando sempre disposta a promover encontros públicos, para discussões e levantamento de reivindicações, para ser um melhor mediador entre o homem do campo e a prefeitura.

8) O que pretende fazer para que nosso hospital volte a ser o que era?
Primeiramente entender por que nosso Hospital chegou a esse ponto. Sem saber exatamente o que aconteceu é difícil opinar. A solução seria a meu ver, buscar um serviço de consultoria especializada, idônea, para uma avaliação, mas me arriscaria a dizer que uma parceria entre os setores público e privado poderia ser uma alternativa, no entanto a participação da sociedade através de consulta popular traria grande benefício para tal decisão.

9) O que pretende fazer para melhorar a situação de nossos jovens?
Com certeza trazer para a cidade de Tombos e Distritos atividades de Recreação, esportes e Capacitação Educacional e Profissional para os nossos jovens e acrescentaria, também, por que não, aos nossos "jovens da melhor idade". São os extremos de nossa população sem perspectivas, ou alternativas salutares de diversão e lazer. Acredito que podemos, com um pouco de boa vontade e trabalho, buscar juntamente com pessoas preocupadas com essa situação, recursos estaduais e federais, para trazer Academias Comunitárias, Cursos, Projeto de Ciências Itinerantes, Curso de Capacitação, Encontros de Jovens no âmbito religioso, musical, teatral, entre outros.
Com a minha disposição para trabalhar, e reuniões públicas que pretendo fazer, acredito que encontraremos juntos propostas e então melhores ofertas para uma qualidade de vida de excelência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário